Suicídio é discutido na Associação

Participação do público, de mais de 200 pessoas, foi essencial para o sucesso

Postado em: 21/09/2018
Compartilhe:

Quarta maior causa de mortes, entre jovens de 15 a 29 anos, o suicídio exige conhecimento dos principais fatores de risco e sinais de alerta para ajudar familiares, amigos e profissionais da saúde na prevenção.

Para discutir e informar sobre o problema, a Associação Médica de Brasília promoveu, na noite da última quinta-feira (20/9), o Programa de Educação Continuada:  Suicídio - Conhecendo para prevenir.

Os temas discutidos foram: Por que falar de suicídio?, com a psiquiatra e mestre em Ciências da Saúde, Dra. Ana Paula Faber, que mostrou a importância de conversar e apoiar a pessoa que está em risco, normalmente acometidas por depressão ou dependência química.

A psiquiatra infantil, Dra. Andrezza Brito, tratou do suicídio e automutilação em jovens. A médica apontou a autoestima elevada, bom suporte familiar e laços sociais, religiosidade e ausência de doença mental como fatores de proteção contra o problema.

O último palestrante da noite, Dr. Gustavo Oliveira, do Núcleo de Saúde mental do Serviço de Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), apontou os Cinco (5) Ds do Suicídio: Depressão, Desesperança, Desamparo, Desespero e Dependência química. “A prioridade hoje é informar os agentes de saúde sobre o tratamento adequado para as pessoas que tentaram o suicídio, pois muitos profissionais não sabem lidar com a situação”, afirmou.

Diante do risco de suicídio, o que fazer?, tema apresentado pelo Dr. Gustavo, foi exposta a  necessidade de informações mais apuradas sobre cada paciente e a importância da ajuda dos mais próximos.

O evento teve a parceria da Casa Saúde –Núcleo DF, do Grupo Mulheres do Brasil, grupo criado em 2013, que conta com a participação de mais de duas mulheres em Brasília.

A matéria completa sobre o evento, com dados sobre suicídio no Brasil e no mundo, além de informações de prevenção e tratamentos para a saúde mental, pode ser conferida na próxima edição da revista Médico em Dia. A publicação está disponível para leitura no início do mês de novembro.


Fonte: Luan Comunicação

Cadastre seu e-mail e receba as novidades da AMBr