AMBr realiza PEC Doença Hepática não Alcoólica

A Associação Médica de Brasília realizou, na noite de sexta-feira, 1º de novembro, o Programa de Educação Continuada (PEC) Doença Hepática não Alcoólica. O evento, em parceria com a Associação de Gastroenterologia de Brasília, a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (Regional-DF) e a Sociedade Brasileira de Cardiologia do Distrito Federal, contou com participação de profissionais área da saúde, estudantes de medicina e médicos, que puderam ter acesso às mais notáveis evidências científicas para tratamento da gordura hepática, com base, também, na prática clínica de médicos renomados em suas áreas de atuação.

Durante o PEC foi explicada a necessidade de informar aos pacientes sobre a importância na mudança do estilo de vida, a fim de reduzir a gordura hepática e melhorar a resistência insulínica. “Uma perda de peso maior que 7% está relacionada a melhora citológica. Na doença hepática gordurosa, essa perda de peso alvo seria de 7% a 10%, e isso tem que ser insistido ao paciente, porque a melhora é significativa”, disse a médica Maristela Garcia, ao palestrar sobre “Tratamento da NASH na Visão do Hepatologista”.

A saúde cardiovascular é essencial para um fígado sem gordura. Nesse quesito, o Diretor de Planejamento da AMBr, Dr. Nasser Sarkis,ministrou palestra sobre “Mortalidade Cardiovascular na NASH”, onde destacou que a terceira causa de morte cardiovascular tem como casuas hepáticas. O presidente da Sociedade |Brasileira de Endocrinologia (DF), Dr. João Lindolfo também somou conhecimento ao falar sobre o medicamento “Anti PCSK 9, Evidências para uso na NASH”, com seus desfechos cardiovasculares e os aspectos relacionados a sua eficácia e segurança.

A presidente da Associação de Gastroenterologia de Brasília, Dra. Zuleica Barrio Bortoli, uma das idealizadoras dessa edição do PEC, explicou que o encontro de educação continuada foi uma oportunidade única para entender sobre a visão do hepatologista sobre a doença e abordagens diagnósticas. “Estamos muito satisfeitos com o sucesso de inscritos. Temos insistido com alunos e médicos a importância do ensino continuado, porque na medicina é tudo muito dinâmico a ciência vai evoluindo e temos que ir nos renovando”.

A matéria completa sobre o evento poderá ser conferida edição nº 187 da revista Médico em Dia. A Associação Médica agradece a todos pela presença e informa que em 2020, em razão do sucesso nas edições do PEC, serão promovidos novos eventos de educação continuada, para um atendimento cada vez mais de qualidade ao pacientes.

 

 

 

Facebook
Twitter

Mais Noticias...


Comentários



Adicionar Comentário




© Copyright 2019. AMBr - Associação Médica de Brasilia