AMBr recebe etapas da Copa BRB de Tênis Profissional em Cadeira de Rodas e ressalta importância da acessibilidade na associação

A Associação Médica de Brasília recebeu, nesta quinta-feira (10), as finais da terceira etapa da Copa BRB de Tênis Profissional em Cadeira de Rodas. Nas quadras de saibro da associação, tenistas de todo o país disputaram uma premiação de R$ 30 mil, oferecida pela Confederação Brasileira de Tênis.

As finais começaram com o catarinense Ymanitu Silva vencendo o goiano Augusto Fernandes, por dois sets a zero, parciais de 6/1 e 6/0. Na categoria Open Feminino, a mineira Meirycoll Duval venceu a brasiliense Maria Fernanda Alves, por dois sets a zero, parciais de 6/2 e 6/4. Já na categoria Open Masculino, o também mineiro Daniel Rodrigues venceu o conterrâneo Gustavo Silva por dois sets a zero, parciais de 6/3 e 6/3.

O superintendente da AMBr, Wagner Mota Junior, ressalta a importância da Associação receber um evento de tamanha magnitude. “Um evento como esse movimenta nossa área de lazer. Também comprova uma das ações que foi feita por essa diretoria, que é a questão da melhoria da acessibilidade. Em todos os ambientes, nós temos acessibilidade e, mais do que nunca, foi comprovado que o trabalho foi eficiente nesse sentido“, disse.

Wagner também ressalta a necessidade da inclusão das pessoas com deficiência em ambientes como o da AMBr e conta as melhorias que foram implementadas em relação à acessibilidade.

“Você ainda é co-partícipe de uma questão de inclusão dessas pessoas que possuem deficiência, que é algo muito importante. Aqui já tínhamos algumas estruturas de acesso aos cadeirantes para as quadras, que foram realizadas em gestões anteriores. Até esse momento, nossas churrasqueiras, piscinas, entre outros locais, não tinham acesso para cadeirantes. Então, nessa nova gestão, criamos todos esses acessos”, ressalta o superintendente.

 

Atletas comprovam qualidade das quadras da AMBr

Na atual gestão, que foi reeleita para presidir a Associação até 2023, essa é a primeira vez que uma competição é sediada na AMBr. Os atletas avaliaram de maneira positiva os espaços e quadras da Associação.

“Essa foi a primeira vez que jogo aqui na AMBr. O tempo não ajudou um pouco, mas a gente conseguiu realizar os jogos. As quadras são muito boas e conseguimos realizar todas as partidas com tranquilidade”, analisou a mineira Meirycoll Duval, que venceu a terceira etapa da Copa BRB na categoria Open Feminino.

“O clube está abrindo as portas para o tênis de cadeira de rodas é muito importante. Ter esse vínculo do esporte paralímpico nos clubes é importante, não só pela inclusão, mas também para que todos conheçam o esporte. O local é muito bom e estão todos de parabéns”, contou o catarinense Ymanitu Silva, campeão na categoria Quad Simples.

Agora, os atletas se preparam para a Supercopa, que faz parte do Circuito BRB de Tênis Profissional em Cadeira de Rodas, que também será disputada na Associação Médica de Brasília, localizada no Setor de Clubes Sul, entre os dias 11 e 13 de dezembro.

O Circuito BRB de Tênis Profissional em Cadeira de Rodas é realizado pela Confederação Brasileira de Tênis (CBT), com o apoio do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), da Federação Brasiliense de Tênis, da AMBr – Associação Médica de Brasília e da Secretaria de Esporte e Lazer do Governo do Distrito Federal.

Facebook
Twitter

Mais Noticias...


Comentários



Adicionar Comentário

© Copyright 2019. AMBr - Associação Médica de Brasilia