Momento de união em defesa da residência médica brasileira

A AMB, representante de mais de 40 mil médicos em todo o país, repudia o Decreto nº 11.999 que altera a CNRM, comprometendo a qualidade da formação médica. Exigimos união das entidades médicas para reverter essa decisão que prejudica a saúde da população.

DECRETO QUE ALTERA COMPOSIÇÃO DA CNRM GERA PREOCUPAÇÃO

A CNRM foi atingida por mudanças drásticas, comprometendo sua essência. A AMBr expressa sérias preocupações e insta as autoridades a reverem a decisão. A residência médica é vital para formar médicos competentes. Médicos devem ter voz nas decisões que os afetam. Não permitamos que interesses administrativos suplantem a ética e a técnica médica. Exigimos a revogação imediata do decreto.

NOTA DE MANIFESTAÇÃO SOBRE NOVA UNIVERSIDADE DE MEDICINA EM BRASÍLIA

A AMBr contesta veementemente a abertura de nova universidade de medicina em Brasília. Com a maior proporção de médicos por habitantes no país, a proposta de formar bacharéis em medicina é questionável. A prática médica é essencial para o bem-estar global. Nosso compromisso é preservar a qualidade do ensino e da saúde para todos.