Prescrição por meio eletrônico

A Secretaria de Saúde do DF emitiu diretrizes para a prescrição eletrônica, as quais concendem a validade desse tipo de receita e atestado.

Esses documentos só serão considerados válidos se possuirem:

  • assinatura eletrônica, por meio de certificados e chaves emitidos pela Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil);
  • dados associados à assinatura do médico para que qualquer modificação posterior seja indentificavel;
  • identificação do médico;
  • aceitação pelo paciente a quem a receita se destina;

A prescrição digital não substituirá a notificação da receita A, da receita especial para Talidomida, receita B e B2 e receita especial para Retinoides.

O documento derá ter extensão .p7s, .xml ou .pdf

 

fonte: CRM/DF

Facebook
Twitter

Mais Noticias...

Uma Nova AMB para os médicos do Brasil

Gestão 2021-2023, da Associação Médica Brasileira, toma posse em solenidade híbrida. Valorização dos médicos, respeito e apoio à ciência, compromisso com os pacientes, assim como a importância da união das entidades, são marcas comuns das intervenções

Leia mais

Carta aberta à comunidade de Brasília

A Sociedade Brasileira de Dermatologia, regional Distrito Federal (SBDDF) vem a público trazer esclarecimentos sobre a reportagem veiculada na Rede Record sobre “Câncer de pele” no dia 04/01/2021.

Leia mais

Comentários



Adicionar Comentário




© Copyright 2019. AMBr - Associação Médica de Brasilia